IF tem inscrições abertas para cursos técnicos, de graduação e pós-graduação em Santos Dumont

Cadastro é gratuito e pode ser feito pela internet; Processo Seletivo não tem provas tradicionais

Pessoas interessadas em iniciar, em 2021, sua formação em diferentes níveis de educação têm uma oportunidade totalmente gratuita e com inscrições abertas até 8 de agosto: o Processo Seletivo 2021.2 do Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais (IF Sudeste MG). Com vagas também em Bom Sucesso, Juiz de Fora, Manhuaçu e Rio Pomba para cursos desde o ensino técnico até a pós-graduação (lato stricto sensu), a seleção abre, no Campus Santos Dumont, 246 vagas para um total de oito formações de quatro modalidades diferentes.

O cadastro deve ser realizado pela internet, em www.ifsudestemg.edu.br/processoseletivo, mas, para os candidatos que precisarem, o campus do Instituto Federal em Santos Dumont também presta atendimento presencial para inscrições: terças e quintas-feiras (dias úteis), das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30, na Rua Técnico Panamá, 45, Quarto Depósito. O uso da máscara é obrigatório para todos os candidatos durante o atendimento presencial.

O acesso aos cursos é sem provas tradicionais: valem notas do 9º ano do Ensino Fundamental (Matemática, Português, História e Geografia) para cursos técnicos, notas do Enem (qualquer edição de 2015 a 2020) para graduação e critérios específicos para pós-graduação (no caso da especialização ofertada em Santos Dumont, análise de uma carta de intenção e do currículo, que devem ser enviados em arquivo único, em formato pdf, durante o próprio ato de inscrição). No caso do preenchimento de notas, elas devem ser comprovadas por documentos como histórico escolar (ou equivalente, como uma declaração da escola) e Boletim do Enem, dependendo da modalidade. Detalhes estão nos editais, também na página da seleção.

Os cursos no Campus Santos Dumont

Quem deseja ingressar no ensino superior tem uma opção especial na Terra do Pai da Aviação: um dos dois cursos de graduação em Engenharia Ferroviária e Metroviária do país (o outro é ofertado pela Universidade Federal de Santa Catarina). O coordenador da formação, professor Carlos Artur Leal, salienta que o curso “aborda conhecimentos nas áreas de Engenharia Elétrica, Civil e Mecânica aplicados ao setor ferroviário”, em crescimento no país a partir da criação e expansão de linhas e da renovação de concessões, como também lembra o docente.

O crescimento do setor ferroviário, aliás, é um fator que pode ser considerado também por quem pretende cursar o ensino técnico. Uma das opções é Manutenção de Sistemas Metroferroviários, com disciplinas teóricas e práticas que vão além da Ferrovia, tendo uma forte qualificação nas áreas de Elétrica e Mecânica. Para quem pretende se profissionalizar especificamente em um destes campos do eixo industrial, há ainda duas tradicionais formações técnicas do Instituto Federal em Santos Dumont: Eletrotécnica e Mecânica.

Dois cursos técnicos criados mais recentemente também estão presentes no Processo Seletivo 2021.2: Automação Industrial habilita seus alunos a trabalhar com o que há de mais moderno na indústria; o técnico em Administração atende à demanda por profissionais capazes de atuar nos diferentes departamentos administrativos de empresas, como os responsáveis pelas finanças, processos logísticos e gestão de recursos humanos. O curso técnico em Guia de Turismo, por sua vez, é o único ofertado a distância pelo Campus Santos Dumont, para quem busca a profissionalização como Guia Regional Minas Gerais / Excursão Nacional, devidamente cadastrado no Ministério do Turismo.

Já a pós-graduação lato sensu em Práticas Pedagógicas na Educação Contemporânea se propõe a refletir sobre as novas demandas que a sociedade atual traz para a Educação como um todo. São debatidas questões como metodologias, projetos, avaliações e outros desafios para quem trabalha (ou tem interesse) na área. “Nosso objetivo é proporcionar formação continuada, em nível de especialização, a profissionais da educação e também a demais pessoas, egressas da graduação, que queiram se qualificar para a atuação profissional no contexto político, social e educacional do mundo contemporâneo”, afirmou a coordenadora do curso, professora Patrícia Morais.

Turnos e vagas

Graduação:

  • Engenharia Ferroviária e Metroviária, 21 vagas (do Processo Seletivo, além das 9 via Sisu), Integral, 5 anos.

Cursos técnicos concomitantes ao 2º ou 3º ano ou subsequentes:

  • Administração, 35 vagas, Noturno, 1 ano e meio;
  • Automação Industrial, 30 vagas, Vespertino, 2 anos;
  • Eletrotécnica, 30 vagas, Noturno, 2 anos;
  • Manutenção de Sistemas Metroferroviários, 35 vagas, Noturno, 2 anos;
  • Mecânica, 25 vagas, Noturno, 2 anos.

Curso técnico subsequente a distância:

  • Guia de Turismo, 40 vagas, 1 ano e meio.

Pós-graduação lato sensu:

  • Especialização em Práticas Pedagógicas na Educação Contemporânea, Aulas às sextas (noite) e sábados (manhã e tarde), 30 vagas, 1 ano.